0


A resolução Nº 4.575 de 31 de maio de 2017 aprovada pelo Conselho Monetário Nacional liberando crédito no valor de R$ 30 bilhões para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para a safra 2017/2018, manteve o mesmo valor relativo à safra passada para os mais de 93 mil pequenos produtores rurais e assentados rondoniense que foi de R$ 400 milhões, com as taxas de juros no patamar de 2,5%. Ao ano.



Com 16 mudanças aprovadas as linhas de crédito continuam as mesmas. O custeio que estimula a produção de arroz, feijão, mandioca, feijão caupi, trigo, amendoim, alho, tomate, cebola, inhame, batata-doce, abacaxi, banana, açaí, pupunha, já estão disponíveis nas instituições financeiras oficias que atinjam até R$ 20 mil. O custeio pecuário destinado a apicultura, bovinocultura de leite, piscicultura, ovinos e capirinos, assim como para o cultivo de milho, continuam com as mesmas taxas efetivas de juros por mutuário de (dois inteiros e cinco décimos por cento ao ano).



Para Rondônia, no item que trata de práticas conservacionistas de uso, manejo e proteção dos recursos naturais, é importante observar que o Estado possui centenas de hectares de áreas degradadas que podem ser beneficiadas pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Ele, inclui a correção de acidez e da fertilidade do solo e a aquisição, transporte e aplicação dos insumos para essa finalidade.



Faz parte a formação e recuperação de pastagens, capineiras e demais espécies forrageiras, produção e conservação de forragem, silagens e feno destinados alimentação animal, entre outros.




Fonte: Diário da Amazônia
PATROCINADORES
Sicredi
Wizard
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Digiserv
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2019
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200