0


Leite/América do Sul – Nas duas últimas semanas prevaleceu o clima seco com temperaturas amenas nas principais bacias leiteiras da Argentina, aumentando o conforto animal. De acordo com algumas indústrias, a crise dos lácteos encerrou no país, e a expectativa é de que a produção de leite continue crescendo durante o inverno.





Durante os feriados da semana, a encomenda de leite fluido e UHT pelo varejo e restaurantes diminuiu. No Uruguai a produção de leite aumentou, acompanhando o padrão sazonal. A disponibilidade de leite/creme aumentou o suficiente para atender as necessidades da indústria como leite fluido e queijo. O mercado de cremes está bastante ativo, mas deverá diminuir no curto prazo, já que a oferta de matéria gorda está aumentando. Apesar disso a dívida das indústrias de laticínios continua crescendo. De acordo com o Banco Central do Uruguai, nos primeiros quatro meses de 2017, a média mensal dos empréstimos do setor lácteos cresceu 16,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A oferta no Brasil está aumentando. A disponibilidade de leite/creme para cobrir algumas necessidades de processamento vem reduzindo a dependência das importações. O processamento de queijo está ativo, impulsionado pela maior produção de leite no campo a preços mais baixos no mercado spot. A demanda por queijo também está melhorando, com preços relativamente firmes. Como resultado, a oferta de leite aumenta. No entanto, mesmo com maior disponibilidade de soro de leite, a demanda parece continuar forte, sustentando os preços.







 




Fonte: Portal Lácteo
PATROCINADORES
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Sicredi
Wizard
Digiserv
Wizard Teutônia
Futura Imóveis
Portal Atividade Rural 2019
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200