0


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a inclusão da cultura da uva na monografia do regulador de crescimento ácido abscísico. A decisão veio através da Resolução RE Nº 2.689, de 6 de Outubro de 2017, publicada na edição de 9 de Outubro do Diário Oficial da União (DOU).



A Gerente-Geral de Toxicologia Substituta da Anvisa, Graziela Costa Araujo, assinou a Resolução que incluiu a cultura da uva, sem Limites Máximos de Resíduos (LMR) e intervalo de segurança, “em função da presença natural nas plantas, na monografia do ingrediente ativo A26 – ácido abscísico, na relação de monografias dos ingredientes ativos de agrotóxicos, domissanitários e preservantes de madeira”.



Ainda de acordo com a decisão da GGTOX, foi disponibilizado o conteúdo da referida monografia no endereço eletrônico http://portal.anvisa.gov.br/registros-e-autorizacoes/agrotoxicos/produtos/monografia-de-agrotoxicos/autorizadas


O ácido abscísico havia entrado em consulta pública (sob o número 389) com prazo de trinta dias a partir do último dia 22 de agosto de 2017, coordenada pela Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Neste período foram recebidas críticas e sugestões relativas à proposta de Resolução. 


e acordo com a Anvisa, a decisão de incluir a cultura da uva sem Limites Máximos de Resíduos e intervalo de segurança se deu em função da presença natural deste ingrediente ativo nas plantas. O ácido abscísico pertence ao grupo químico Sesquiterpeno, possui classificação toxicológica Classe I e uso agrícola autorizado conforme a bula, com aplicação foliar.


 



 


 




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Representações Francesquet
Wizard
Metalúrgica Wagner
Alles Gut
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Digiserv
Fritz Ordenhadeiras
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200