0


Os criadores de suínos do Oeste do Paraná devem terminar o ano com o mercado em expansão. De acordo com o Globo Rural, nesta região do estado a produção cresceu, o que incentiva os investimentos de olho no futuro.



De acordo com o noticiário, o ano de 2017 foi um recomeço para o produtor Júlio César Cirico. “O agricultor, de Cascavel, no oeste do Paraná, mexeu a vida toda com gado leiteiro. Como a atividade não ia bem, resolveu trocar a ordenha pela engorda de suínos.  A nova granja da família abriga 870 animais. O produtor está feliz da vida com os resultados e a decisão que tomou”, contou o veículo especializado.



A região oeste concentra 45% da suinocultura do Paraná. Neste ano, a produção de suínos da Cooperativa de Cascavel cresceu 50%, chegando a 1,8 mil cabeças por dia. O que alavancou esse crescimento foi o custo da produção, que diminuiu.



Segundo o G1, outro fator que também ajuda aos bons resultados foi o baixo custos, que caiu de R$ 3,80 o quilo do animal vivo em janeiro para R$ 3,35 em novembro. “O bom retorno tem animado o produtor a apostar na atividade. Em uma cooperativa de Cascavel, no oeste do Paraná, por exemplo, a produção aumento 50%, chegando a 1,8 mil porcos abatidos por dia. Com estes números, a expectativa é dobrar a produção em quatro anos”, noticiou o portal.



O Paraná já é o segundo maior produtor de carne suína do país, com quase 20% da produção nacional. A produção paranaense deve fechar 2017 com 750 mil toneladas de carne.  Mais de 65% estão no oeste do estado.







 




Fonte: Suinocultura Industrial
PATROCINADORES
Wizard
Representações Francesquet
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Colégio Teutônia
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Digiserv
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200