0


O que aconteceria se os cultivos tolerantes a herbicida não estiverem mais disponíveis porque os produtos com glifosato forem proibidos? A pergunta foi feita aos especialistas Graham Brookes, da empresa PG Economic, de Londres, e Farza Taheripour e Wallace Tyner, ambos pesquisadores da universidade norte-americana Perdue, de Indiana. As respostas foram publicadas em artigo na revista acadêmica GM Crops and Foods.



Segundo o artigo, os impactos iniciais incluem uma perda total na renda de produtores rurais no mundo de US$ 6,76 bilhões e um decréscimo na produção de soja, milho e canola de um volume de 18,6 milhões de toneladas, 3,1 milhões de toneladas e 1,44 milhão de toneladas, respectivamente.



O ambiente natural seria diretamente afetado devido ao aumento do uso de outros herbicidas com 8,2 milhões de quilos de ingredientes ativos e um aumento do quociente de impacto negativo ambiental de 12,4%. Além disso, haveria um incremento de emissões de dióxido de carbono devido ao uso de combustível e redução de sequestro de carbono do solo, como se fossem acrescentados 11,77 milhões de carros às estradas.


Outros efeitos na situação global previstos usando o modelo de Equilíbrio Geral Computável (CGE, na sigla em inglês) encontraram mais impactos negativos. Os preços de todos os grãos, oleaginosas e açúcares cresceriam. O uso de terras para cultivos também aumentaria em 762 mil hectares, o que levaria mais desmatamento e crescimento de emissões de dióxido de carbono.



Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Representações Francesquet
Colégio Teutônia
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Alles Gut
Digiserv
Futura Imóveis
Fritz Ordenhadeiras
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200