0


O Serviço Federal de Vigilância Fitossanitária e Veterinária da Rússia (RosSelkhozNadzor) afirma estar preocupado com o grande número de navios de soja oriundos do Brasil contendo pestes agrícolas e que podem ser considerados perigosos e sujeitos à quarentena. As pestes sujeitas à quarentena são 20 vezes superiores a um mês e meio atrás e 127 vezes mais em 2017 contra os 91 casos do ano passado. As informações são da consultoria ucraniana UkrAgroConsult.



Se o Brasil não tomar nenhuma medida a respeito das doenças, a RosSelkhozNadzo aplicará uma proibição temporária de importações de soja brasileira. A Rússia chegou a importar 679 mil toneladas da oleaginosa durante a temporada 2016/2017. O Brasil é responsável por suprir 44% do mercado russo do grão.



A notícia pode ser um balde de água fria nas intenções do Brasil de incrementar suas exportações à Rússia. O país é visto como um grande mercado para diversos produtos agrícolas. Além disso, é porta de entrada para envio de produtos a países de região eurasiana. Recentemente, uma empresa trading russa comprou toda a produção de soja no estado de Roraima e também do Amapá, as mais novas fronteiras agrícolas do Brasil e que estão localizados no Hemisfério Norte. Portanto, fazem a entressafra do resto do país e tem outros destinos como foco de exportação dos produtos colhidos.



O Brasil também já considerou a importação de produtos agrícolas russos em 2017, incluindo o trigo, que o país atualmente é o maior produtor mundial.




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Representações Francesquet
Metalúrgica Wagner
Colégio Teutônia
Digiserv
Futura Imóveis
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200