0


O custo total da avicultura no Paraná subiu 5% em relação ao levantamento de abril de 2017, informou a Federação de Agricultura do Estado do PR (Faep). Segundo o órgão, o aumento dos custos variáveis foi de 7% no mesmo período.



De acordo com a federação, foram coletadas informações de 33 tipos de aviários, de 12 tamanhos diferentes, cujos padrões tecnológicos e de manejo são os mais comuns entre os avicultores locais.



O maior desembolso dos produtores se concentrou em quatro itens principais: mão de obra (37%), energia elétrica (17%), lenha (16%) e cama (7%). Juntos, eles responderam por 77% do custo variável médio no Paraná.



O custo variável, segundo a Faep, representou 68% do custo total na região de Cambará. Nesta região, a despesa com mão de obra e lenha foi a maior entre as pesquisadas bem como o gasto com energia, que foi o terceiro maior.



Assim como no levantamento do primeiro semestre, Cascavel apresentou custos diferenciados em relação à média paranaense. O custo variável foi o segundo menor do Estado (R$ 4,65/m²), perdendo apenas para Dois Vizinhos. Por outro lado, o custo médio das instalações e equipamentos foi o maior de todas as regiões, superando em 16% a média do m² apurada no Paraná.





 




Fonte: Avicultura Industrial
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Wizard
Representações Francesquet
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Digiserv
Alles Gut
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Fritz Ordenhadeiras
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200