0






Depois de aprovar uma lei que dava deduções no imposto de renda para produtores que vendessem seus cultivos a cooperativas e não para uma empresa privada, membros do Congresso dos Estados Unidos admitiram que devem revisar a lei para não deixar as tradings sem produto para vender. A lei aprovada em Dezembro de 2017 permitia uma dedução de 20% das vendas brutas no imposto de renda federal dos agricultores que vendessem para cooperativas locais, deixando as empresas comercializadoras como inúteis no mercado. A lei, por outro lado, não interfere no direito dos governos estaduais de cobrar imposto de renda dos produtores.



“Estamos trabalhando na solução desse problema. Nós deveríamos já ter feito isso na discussão bipartidária do orçamento que ocorreu há quatro semanas. Eu acho que aprovaremos até o dia 23 de março”, disse o deputado republicano de Iowa David Young.





A correção da lei deve ser retroativa. Especialistas dizem que as cooperativas não teriam a infraestrutura suficiente para manusear a quantidade de grãos que seriam vendidos para elas. Mas produtores ficaram insatisfeitos com a provável mudança.





“As isenções de impostos eram enormes e realmente ajudariam as famílias rurais. Essas famílias estão com dificuldades de ter dinheiro no bolso. Se os produtores tiverem mais dinheiro no bolso, eles investirão muito mais na comunidade local e isso estimularia a economia rural”, afirmou o produtor de soja e milho Randy Hutchings, de Edgerton, Kansas.



Algumas instituições como a Associação Nacional de Grãos e Rações e o Conselho Nacional de Cooperativas de Agricultores concordaram com a correção da medida.




 







 





Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Samaq Comercial de Máquinas
Colégio Teutônia
Representações Francesquet
Digiserv
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Wizard Teutônia
Futura Imóveis
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200