0


No começo deste ano, o Laboratório Nacional Agropecuário de Minas Gerais (Lanagro-MG) obteve o reconhecimento como modelo internacional na gestão de riscos biológicos. O título assegurado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (ONU/FAO), na área temática “Biossegurança e manutenção de laboratórios de alta contenção biológica”, transforma o Lanagro-MG no único laboratório do mundo a ser centro de excelência em contribuição de conhecimentos científicos e técnicos, serviços de diagnóstico, formação em laboratório e coordenação de estudos de pesquisa e desenvolvimento sustentável, contribuindo para projetos da ONU/FAO em geral.



Esse reconhecimento é fruto da implementação na unidade de máxima contenção biológica do laboratório do acordo internacional CWA 15793:2011 Laboratory Biorisk Management, que está em vias de ser transformada em norma ISO. Este acordo impõe uma série de requisitos técnicos que devem ser contemplados por uma instalação biocontida para garantir o bom funcionamento sob critérios mínimos de biossegurança e bioproteção laboratorial, garantindo a segurança dos colaboradores e do ambiente exterior.



Diante desses padrões, o Lanagro-MG está preparado para hospedar e gerenciar agentes patogênicos de alto risco no seu interior diante de qualquer atividade que implique perigo biológico. Como exemplo da importância deste trabalho, a unidade está apta a manusear micro-organismos de maior risco, bem como aqueles exóticos no país, e que podem causar doenças graves em humanos e animais, que são classificados, segundo a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), no nível 4, ou seja, que tem alto risco de propagação na comunidade e que, geralmente, não tem tratamento.



Para o coordenador do Lanagro-MG, Ricardo Nascimento, com essa medida o laboratório torna-se referência mundial no assunto. “Estamos preparados para dar respostas efetivas em matéria de saúde animal ao Brasil e a seus parceiros sem representar uma ameaça para si próprio, para a sociedade ou para a comunidade internacional” afirma. Já a Supervisora de Biossegurança do Lanagro-MG, Kelly Fagundes, ressalta o pioneirismo deste processo uma vez que “nós fomos o primeiro laboratório no mundo a receber este reconhecimento”, reforça.



Sobre o programa da ONU/FAO:



A FAO, através do seu programa de transmissão e assistência para a implementação de critérios internacionais sobre Gestão de Biossegurança, através do seu Centro de Referência (Centro de Pesquisa em Saúde Animal CISA-INIA/Espanha), fornece aconselhamento e capacitação necessários para que uma instalação biossegura e seu pessoal especializado tornem-se referência internacional em gestão de riscos biológicos.




Fonte: Agrolink com informações de assessoria
PATROCINADORES
Wizard
Representações Francesquet
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Futura Imóveis
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Wizard Teutônia
Digiserv
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200