0


A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) promove a partir de abril uma série de ações de transferência de tecnologias voltadas para segurança alimentar, redução das emissões de carbono, sistemas integrados e a cultura sustentável do coqueiro.



Essas atividades são financiadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Embrapa, e contam com parceria dos governos estaduais e minicipais, além da iniciativa privada, e integram quatro grandes linhas de atuação da Empresa – o arranjo de projetos de transferência de tecnologias para a produção sustentável de coco no Brasil (TT Brascoco), o Plano ABC – Agricultura de Baixa Emissão de Carbono, a Rede de Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) e a Rede BioFORT.



Coordenada pela Embrapa, a Rede BioFORT congrega um conjunto de projetos com foco na biofortificação de alimentos no Brasil, e aspira diminuir a desnutrição e garantir maior segurança alimentar através do aumento dos teores de ferro, zinco e vitamina A na dieta da população mais carente. 



Agentes do Setor de Implementação da Programação de Transferência de Tecnologia (SIPT), em conjunto com pesquisadores da Unidade, iniciaram desde o dia 19 uma sequência de atividades que envolvem visitas, reuniões de sensibilização e articulação e capacitações voltadas a pequenos agricultores – cooperados e assentados em comunidades rurais.



Alagoas



No dia 19 de abril, a equipe de Transferência e Tecnologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros se reuniu com representantes da Cooperativa Pindoroma, Emater-AL e as Secretarias de Agricultura dos municípios de Feliz Deserto e Coruripe, AL. O objetivo da reunião foi estabelecer parcerias entre as instituições para dar continuidade às ações de projetos que compõem as quatro grandes linhas de atuação em Alagoas.



Em 2017, na aldeia Alto do Piauí, em Coruripe, foi instalada uma Unidade Demonstrativa (UD) no lote do agricultor e engenheiro-agrônomo Alesson Lira, de plantios consorciados, utilizando a leguminosa gliricídia para cobertura de solo e alimentação animal. A UD tem sido utilizada como um espaço de capacitação por meio da demonstração das alterações produtivas e ambientais causadas a partir do uso de piquete rotacionado e da inserção de capim massai e gliricídia num coqueiral, inicialmente plantado em sistema de solteiro.



Na reunião, foram definidas estratégias para manutenção e realização de eventos na UD e de capacitação para técnicos e agricultores, além da ampliação das ações de TT para outros municípios de Alagoas.  



A reunião foi moderada pela analista do SIPT Sonise Medeiros, líder do Plano de Ação Rede para Ampliação da Produção e Consumo de Alimentos Biofortificados como Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional – SAN, da Rede BioFORT, em Sergipe. O supervisor do SIPT, Paulo Carneiro, o técnico Paulo Mota e os analistas Raquel Fernandes e Samuel Souza também participaram da reunião.



“A Emater-AL está à disposição para dar continuidade e ampliar as ações em parceria com a Embrapa. Uma palestra, que pode parecer simples, é capaz de despertar no agricultor e técnico um novo olhar para o seu sistema produtivo com o objetivo de torná-lo cada vez melhor”, disse Aldo Tolêdo”, supervisor do Escritório Regional do Baixo São Francisco da Emater-AL.



Para 2018, também foram acordados a realização de, pelo menos, dois cursos, duas oficinas e um dia de campo sobre produção e alimentação animal, produção e consumo de alimentos biofortificados, e sistema de produção de feijão, milho e macaxeira.



Sergipe



No dia 25, a Unidade promoveu no Litoral Norte de Sergipe um intercâmbio de conhecimentos sobre produção de mudas de mangabeira e a implantação desta fruteira em plantios consorciados de coqueiro. A troca de conhecimentos se dá entre comunidades extrativistas, assentados e produtores de mangaba dos municípios de Barra de Coqueiros e Pacatuba. 



O evento foi realizado em parceria com a Associação dos Assentados do Padre Nestor e com o Movimento das Catadoras de Mangaba de Sergipe.



A iniciativa faz parte do projeto ‘Transferência de Tecnologias validadas para a cadeia produtiva do coco’, e integra o conjunto de projetos do arranjo ‘Geração, aprimoramento e transferência de tecnologias para a produção sustentável de coco (Brascoco)’.  Além da equipe do SIPT, a analista do Setor de Prospecção e Avaliação de Tecnologias (SPAT) Neíza Batista e o pesquisador Josué Silva Junior colaboram com a realização do intercâmbio.



Na quinta (26), a equipe de TT visitou a sede da Associação dos Moradores do Assentamento Cachoeira, para iniciar as ações da Rede BioFORT no município de Frei Paulo, SE. Também marcaram presença representantes a Secretaria Municipal de Agricultura e técnicos do município. 



A visita integra o plano de ação denominado ‘Ações de transferência de tecnologia visando à segurança alimentar e nutricional nos Estados de Sergipe e Alagoas’, e conta com a participação de Neíza Batista, responsável pela atividade de monitoramento de adoção de tecnologia.



O encontro envolveu diálogo com os parceiros locais sobre as ações previstas no referido projeto e formas de operacionalizá-las. A partir das estratégias estabelecidas nesse diálogo, foram entregues sementes de milho e feijão biofortificados para 20 famílias do assentamento que manifestaram interesse em plantar e repassar essas sementes para futuros interessados em experimentar esses alimentos. As sementes foram adquiridas diretamente com os recursos da Rede BioFORT. Os analistas Eduardo Henrique, Deise Galvão, Geovânia Manos e Raquel Fernandes, e o técnico Paulo Mota também colaboraram com a organização do evento.



A mesma ação acontece nesta quinta, 3 de maio, quando analistas e técnicos visitam o Povoado Areias, em Frei Paulo, no Agreste Central Sergipano, para iniciar as ações da Rede BioFORT no município. Também estarão presentes representantes a Secretaria Municipal de Agricultura e extensionistas do município.




Fonte: Embrapa
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Representações Francesquet
Colégio Teutônia
Wizard
Digiserv
Wizard Teutônia
Futura Imóveis
Alles Gut
Fritz Ordenhadeiras
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200