0


O ministro da agricultura da Rússia, Alexander Tkachev, lançou um novo projeto de lei que tem o objetivo de cancelar todo o comércio agrícola do país com os Estados Unidos. Para que essa decisão comece a valer, o projeto precisa ser aprovado na câmara baixa da Assembléia Federal da Rússia (Duma). 



O projeto é uma retaliação às sanções impostas pelo governo Trump contra 38 pessoas e entidades russas, o que acabou afetando a maior parte da produção de carne do país. Apesar de dados divulgados pelo Serviço Alfandegário da Rússia apontarem que as importações agrícolas dos EUA chegam a US$ 300 milhões por ano, Tkachev afirma que esses números representam apenas 2% do total de produtos agrícolas do país, o que poderia ser substituído por investimentos no mercado interno. 



A proposta inicial era de que esta medida fosse estendida a outros países que aderiram as recentes sanções dos EUA contra a Rússia. Porém, essa decisão poderia gerar problemas para a indústria de carne bovina do país, que depende fortemente das importações de gado reprodutor da Europa, sendo que apenas em 2017 a Rússia importou 58.300 cabeças de gado no valor de US$ 135 milhões, com 35% comprado da Holanda e 34% da Alemanha. 



Além das restrições de comércio, o projeto também tinha objetivo de permitir que empresas russas lançassem produtos sob o selo de empresas norte-americanas sem a necessidade de aprovação dos proprietários das marcas. Um empresário russo do ramo de carne bovina, que se manteve anônimo, disse em entrevista ao site GlobalMeatNews que mesmo que algumas empresas pudessem se beneficiar em relação a fabricação de aditivos para ração animal, acredita que a maioria não aceitará a proposta. 




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Colégio Teutônia
Metalúrgica Wagner
Wizard
Representações Francesquet
Samaq Comercial de Máquinas
Digiserv
Alles Gut
Fritz Ordenhadeiras
Wizard Teutônia
Futura Imóveis
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200