0


O satélite Ingenio, que será lançado pela Agência Espacial Europeia (ESA), oferecerá imagens de alta resolução que poderão representar avanços significativos na agricultura de precisão. Isso acontece porque o novo satélite permitirá que se trabalhe em parcelas menores e tem um curto tempo de revisitação, que é de cerca de dois dias. 



De acordo com os desenvolvedores, o instrumento terá duas câmeras e será capaz de adquirir imagens da Terra em alta resolução, de cerca de 2,5 milhões de quilômetros quadrados por dia.  Monica Lopez, cientista do Centro para o Desenvolvimento Tecnológico Industrial (CDTI), explicou que cada câmera possui uma resolução de 2,5 metros para o canal panchromatic e 10 metros para os canais multiespectrais, proporcionando uma largura de imagem de 55 km.  



“Estas características significam que o satélite tem uma resolução melhor, você pode discriminar mais no terreno e trabalhar em parcelas menores". Um avanço para que a agricultura de precisão não atinja apenas grandes fazendas”, comenta. 



Segundo Lopez, as imagens do Ingenio poderão auxiliar a agricultura na detecção de técnicas agrícolas mais adequadas para a área, o monitoramento de colheitas, além de ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias. “É de particular importância em estudos ambientais, vegetação e aplicações agrícolas porque o sistema vai fazer estudos multitemporais, é essencial para monitorar, por exemplo, a vegetação, que é o que interessa ao fazendeiro”, pontua. 



O novo satélite faz parte do programa Copernicus, da ESA, assim como os já lançados, Global Earth Observation System of Systems (Geoss). 




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Representações Francesquet
Anuncie Aqui
Colégio Teutônia
Metalúrgica Wagner
Futura Imóveis
Alles Gut
Fritz Ordenhadeiras
Wizard Teutônia
Digiserv
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200