0


A semana passada foi marcada por aumento na dificuldade de compra e pressão de alta no mercado do boi gordo. Nos últimos sete dias os preços subiram em doze praças pecuárias para o boi gordo.



Mediante ofertas de compras maiores os frigoríficos conseguiram manter as escalas de abates em torno de cinco dias, mas há quem compre ainda para completar as programações dos primeiros dias da semana seguinte.



Ainda assim, como o escoamento não está bom, as indústrias aproveitaram a última sexta-feira (29/6), quando o ritmo dos negócios normalmente cai, para testar o mercado com preços menores.



No mercado atacadista de carne bovina sem osso, após onze semanas seguidas de valorizações, nos últimos sete dias, na média de todos os cortes pesquisados, ocorreu queda de 0,7%.



Entretanto, vale destacar, que apesar da desvalorização, a carne sem osso acumula valorização anual 2,5 pontos percentuais acima da inflação (IPCA) e a margem de comercialização dos frigoríficos que fazem a desossa continua acima da média histórica, fatores favoráveis aos pagamentos maiores para a arroba do boi gordo caso tenha necessidade.




Fonte: Scot Consultoria
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Colégio Teutônia
Representações Francesquet
Wizard
Wizard Teutônia
Digiserv
Futura Imóveis
Alles Gut
Fritz Ordenhadeiras
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200