0


Tendo em vista esclarecer o Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM), a Administração Municipal de Westfália promoveu audiência pública na tarde do dia 25 de junho (segunda-feira), tendo por local a Casa da OASE, no Centro. Além de autoridades locais, o encontro contou com a presença de representantes de órgãos de segurança, que, junto da comunidade westfaliana, debateram a necessidade de prevenir a violência.



Coordenada pela vice-prefeita Evanete Inez Horst Grave, a audiência pública foi aberta oficialmente pelo prefeito de Westfália, Otávio Landmeier. "Quero, antes de tudo, agradecer a presença de todos: representantes do Consepro e órgãos de segurança, vereadores, lideranças e comunidade. Temos o dever de dar suporte na área da segurança, fazendo a nossa parte, para que o município continue sendo esse lugar bom de se viver", declarou o chefe do Executivo westfaliano, enaltecendo a importância da prevenção mesmo com baixos índices de criminalidade.



Landmeier reforçou que, através da implantação do Sistema de Segurança Integrada com os Municípios, não é necessária a disponibilização de um servidor em específico para monitorar o vídeo. "Com o SIM, temos a possibilidade de contar com uma central regional de monitoramento, instalada em Lajeado. Essas câmeras servirão, também, para espantar criminosos. Por mais que ainda sejamos considerados um município pequeno, pela quantidade de habitantes, é importante termos essa preocupação desde já.



Para implantar o SIM, o prefeito westfaliano destacou que é preciso montar, inicialmente, um edital, o qual deve conter as características das câmeras. "Precisamos ver se estas serão compradas ou alugadas e também a questão da instalação de fibra óptica. Em todos os sentidos, precisamos ver a melhor maneira de fazer tudo isso", enalteceu Landmeier, frisando que o próximo passo é encaminhar o projeto à Câmara de Vereadores e, a partir da autorização, atuar para que o mesmo seja colocado em prática o quando antes.



A intenção da municipalidade é implantar o SIM ainda em 2018, pois já consta no orçamento anual. Inicialmente, o sistema cobrirá apenas a área central de Westfália (pontos estratégicos), podendo ser estendido, futuramente, também para o interior.



Detalhadamente, o Sistema de Segurança Integrada com os Municípios foi explicado pelo chefe do comitê de videomonitoramento, tenente Vilmar Fernando Mendes Brasil. No ato, ele representou a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP/RS), idealizadora do projeto, e enalteceu os resultados positivos da implantação do sistema.



Ato pela segurança



O comandante do 40º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Marcelo de Abreu Fernandes, entende que a promoção da audiência pública é uma importante mobilização para tratar da segurança. "Sou totalmente a favor da implantação do sistema de videomonitoramento, um sistema interligado, onde os órgãos de segurança trabalham em conjunto. Apesar do custo alto, o investimento se paga", salientou.



Fernandes ainda observou que, no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), em Lajeado, há pessoas monitorando as câmeras 24 horas por dia. "Em caso de veículo ou pessoa suspeita, por exemplo, faz-se o contato com a Brigada Militar (BM) para que seja realizada a abordagem. Nesse sentido, é fundamental a participação da comunidade também, de ligar para a BM e informar se há alguma movimentação estranha", enalteceu o major, acrescentando que, hoje, policiais militares aposentados são responsáveis pelo monitoramento.



O CICCR reunirá imagens de toda a região de abrangência, bem como fará a gerência e identificação das imagens. "O policiamento será o local, mas o monitoramento será realizado à distância", complementou, elogiando, novamente, a iniciativa da Administração Municipal de Westfália em promover a audiência pública.



O delegado da Polícia Civil de Teutônia, Humberto Messa Röhrig, vê positivamente o fato de a comunidade se preocupar com a segurança pública, mostrando a qualidade de vida e o desenvolvimento do Município. "Westfália sempre foi um município muito ativo em questões de segurança pública. Pensar nesta área significa pensar em prosperidade. Parabéns pela iniciativa", ponderou ele.



Já o sargento da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Teutônia, Mário José Eckhardt, fez um breve comparativo entre fiscalizações de trânsito e monitoramentos de vídeo. "Na Via Láctea, em 2016, tivemos 12 acidentes em dois meses, sendo que dez tiveram lesões. Em 2017, com uso de radar, tivemos apenas dois acidentes no mesmo trajeto durante dois meses. Pudemos verificar que o excesso de velocidade está diretamente relacionado ao índice. Por isso, digo que esse sistema de monitoramento terá o mesmo efeito ou até mais positivo do que o uso do radar, minimizando o índice de criminalidade na região", pontuou Eckhardt.



SIM



O Sistema de Segurança Integrada com os Municípios foi criado a partir da necessidade de unir esforços entre instituições federais, estaduais e municipais e a sociedade civil organizada para o enfrentamento da violência e da criminalidade no Rio Grande do Sul. O projeto permite, ao Poder Público, promover um melhor atendimento ao cidadão na área da segurança, otimizando recursos humanos e materiais, compartilhando tecnologias e informações entre os municípios e o Estado.




Fonte: Prefeitura de Westfália RS
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Representações Francesquet
Colégio Teutônia
Metalúrgica Wagner
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Digiserv
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200