0


Um grupo de pesquisa da Universidade de Córdoba (UCO) desenvolveu uma tecnologia baseada em técnicas de inteligência artificial que é capaz de prever a quantidade de água que cada irrigador utilizará. Assim, o sistema consegue ajudar na economia de água do planeta e também nas finanças do produtor. 



De acordo com Rafael González, pesquisador do Departamento de Agronomia da UCO, o sistema usa algoritmos e redes neurais a fim de auxiliar na administração dos suprimentos. Ele afirma que a agricultura consome 70% da água em escala global e a tendência é de que a necessidade de consumo desse recurso aumente ainda mais com o passar dos anos. 



“O modelo inovador consiste na aplicação de técnicas de inteligência artificial, como a lógica difusa, um agente usado para explicar o comportamento do sistema de tomada de decisão que, neste caso, mistura variáveis que são mais fáceis de medir, como o clima ou tamanho da parcela de irrigação,  com outras variáveis mais complicadas, como práticas tradicionais na área ou pontos que não serão irrigados”, explica. 



O sistema permite que seja feito um planejamento prévio da área que será irrigada, do tipo de cultura e do clima ambiente, realizando assim um cálculo de quanta água vai se gastar. Desse modo, é possível se antecipar ante aos problemas que poderiam envolver a irrigação, como falta de água, por exemplo. 



"A possibilidade de antecipar os pedidos de água também permite a contratação de pessoal e energia elétrica que são estritamente necessários, otimizando também esses recursos e economizando custos econômicos e ambientais", finaliza. 




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Representações Francesquet
Anuncie Aqui
Metalúrgica Wagner
Wizard
Futura Imóveis
Alles Gut
Fritz Ordenhadeiras
Wizard Teutônia
Digiserv
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200