0


Linhas de crédito Moderagro e Inovagro tiveram aumento significativo no uso de crédito comparado ao ciclo anterior. Estado segue como maior tomador do país; matéria disponível também em áudio e vídeo



Os produtores do Paraná investiram mais em inovação e tecnologia no ano safra 2017/18, que se encerrou no dia 30 de junho. É o que aponta nota técnica elaborada pelo Departamento Técnico Econômico (Detec) do Sistema FAEP/SENAR-PR, com base nos dados do Plano Agrícola e Pecuário 2017/18, disponibilizados pelo Banco Central. O documento mostra que as linhas Moderagro e Inovagro foram as que mais tiveram aumento na tomada de crédito no Estado. Além disso, o Paraná segue como o maior tomador de financiamentos do país, com 15,5% do total disponibilizado. O documento completo está no site www.sistemafaep.org.br, no link Serviços.



A Moderagro teve um total de contratações de R$ 109,7 milhões na safra 2017/18, ante R$ 49,6 milhões na temporada anterior, o que representa uma variação de 121,1%. Os recursos destinados a esse tipo de financiamento servem para projetos de modernização e expansão da produtividade nos setores agropecuários, e para ações voltadas à recuperação do solo e à defesa animal.



Já na linha Inovagro, a soma de empréstimos tomados pelos produtores saltou de R$ 156,1 milhões em 2016/17 para R$ 286,2 milhões em 2017/18, resultando em um aumento de 83,4%. O dinheiro dessa linha é utilizado para incorporação de inovações tecnológicas nas propriedades rurais, visando ao aumento da produtividade e melhoria de gestão.



Jefrey Kleine Albers, economista do Detec, aponta que os dados sinalizam um comportamento do produtor paranaense de usar o crédito rural para promover inovações em suas propriedades e melhorar seus índices de produtividade e rentabilidade. “Ainda que os volumes totais sejam pequenos, esses dados demonstram que os produtores têm interesse e estão, a cada safra, buscando mais estas linhas específicas de financiamento” comenta.



Maior tomador de crédito



Os produtores paranaenses foram os maiores tomadores de crédito rural do país no ano safra 2017/18. Dos 171,4 bilhões contratados em todo o território nacional, segundo o Banco Central, 15,5% (R$ 26,5 bilhões) tiveram como destino o Paraná. Rio Grande do Sul (13,9%), São Paulo (12,6%), Minas Gerais (12,5%), Mato Grosso (10,3%) e Goiás (9,5%) completaram a lista dos primeiros colocados nesse ranking e, juntos, consumiram a maioria dos recursos, em torno de 75%.



Entre os R$ 26,5 bilhões contratados pelos paranaenses, R$ 14,6 bilhões foram para custeio, R$ 4,2 bilhões para investimentos, R$ 4 bilhões à comercialização e R$ 3,7 bilhões em industrialização. Contratos agrícolas somaram R$ 19,35 bilhões (73%) enquanto a pecuária contratou 27% do valor total, atingindo R$ 7,23 bilhões.




Fonte: Agrolink com informações de assessoria
PATROCINADORES
Wizard
Colégio Teutônia
Metalúrgica Wagner
Samaq Comercial de Máquinas
Anuncie Aqui
Fritz Ordenhadeiras
Wizard Teutônia
Digiserv
Alles Gut
Futura Imóveis
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200