0


O novo relatório publicado pelo Pew Research Center afirma que a falta de conhecimento científico está correlacionada com medos indevidos sobre modificação genética, produtos químicos e técnicas comuns na produção de alimentos. A publicação analisa as atitudes dos norte-americanos em relação aos riscos apresentados por alguns alimentos. 



Os pesquisadores estimam que aproximadamente metade dos Estados Unidos considera que os aditivos alimentares representam um sério risco para a saúde ao longo do tempo (51%) e um número similar considera que os alimentos geneticamente modificados (OGMs) ou transgênicos são piores para a saúde (49%). No entanto, cerca de um quarto dos americanos (26%) têm um baixo nível de conhecimento científico, em comparação com 49% com conhecimento médio e 24% com alto conhecimento. 



Nesse cenário, os níveis mais baixos de instrução científica estão associados a níveis mais elevados de percepção de risco, ou seja, 43% do grupo com o conhecimento científico baixo disse que pesticidas nos produtos representam um grande risco para a saúde de uma pessoa com o tempo, enquanto apenas 20% do grupo com alto nível de alfabetização científica disse a mesma coisa. E 38% daqueles com altos níveis de conhecimento científico acreditam que os alimentos geneticamente modificados são piores para a saúde do que o alimento não-OGMs, enquanto 52% daqueles com conhecimento científico baixo dizem o mesmo.



Um estudo diferente do Pew descobriu que a maioria dos americanos acredita que os cientistas estão divididos sobre a segurança dos alimentos geneticamente modificados, embora mais de 250 instituições técnicas e científicas em todo o mundo tendo afirmado que são alimentos seguros.




Fonte: Agrolink
PATROCINADORES
Samaq Comercial de Máquinas
Wizard
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Colégio Teutônia
Digiserv
Fritz Ordenhadeiras
Alles Gut
Futura Imóveis
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2018
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200