0


As exportações de carne suína in natura continuam crescendo neste início de mês. Com os casos de Peste Suína Africana que atinge a Ásia a demanda está cada vez maior e este cenário tem beneficiado o Brasil. Somente nos primeiros cinco dias do mês já foram embarcadas 15,2 mil toneladas ao mercado externo o que representa US$ 35,2 milhões. Os dados são do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços.



A média diária de embarques registrou um aumento de 3,5% passando de 2,9 mil toneladas em junho para 3,0 mil toneladas na primeira semana de julho. Na comparação com julho de 2018 os embarques diários cresceram 16,9%, a média registrada no período foi de 2,6 mil toneladas por dia.



Houve também valorização nos preços pagos por tonelada. Em junho a média de preço registrada foi de US$ 2.301,8, passando a US$ 2.321,70 nesta primeira semana do mês, registrando uma valorização de 0,9%. Com relação a julho de 2018 a valorização chega a 25,3%l, visto que no período o valor pago era de US$ 1.852,80.



Se as médias diárias se manterem, em julho as exportações de carne suína podem chegar a 70  mil toneladas remessadas ao mercado externo.



RESULTADOS GERAIS DA BALANÇA COMERCIAL



Na primeira semana de julho de 2019, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,187 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 4,604 bilhões e importações de US$ 3,416 bilhões. No ano, as exportações somam US$ 114,446 bilhões e as importações, US$ 87,183 bilhões, com saldo positivo de US$ 27,263 bilhões.





Fonte: Caroline Mendes/Redação SI
PATROCINADORES
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Wizard
Sicredi
Futura Imóveis
Digiserv
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2019
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200