0


 




Medalhas de prata e de bronze foram



conquistadas por alunos do 8º e 9º Ano da EMEF Vila Schmidt



 



Estudantes receberam medalhas e certificados_PDV.JPG2019 está sendo um ano de destaque para o município de Westfália. Isto se reflete, também, na Educação, uma vez que, recentemente, seis estudantes do 8º e 9º Ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EMEF) Vila Schmidt, do Centro, foram reconhecidos com medalhas na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) e 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).



Hoberdan Rodrigues Portela, Augusto Krabbe e Maykel Iury Ritter Welsbacher conquistaram medalha de bronze ao construírem um foguete que atingiu uma distância de 146 metros. Nicole Beatris Stertz recebeu medalha de prata na prova escrita da 22ª OBA e Maísa Schneider Landmeier e Anna Gabriela Walker Winhelmann ficaram com o bronze.



Para a professora Rosvita Bayer Ahlert, envolvida nos dois projetos, os resultados são motivo de orgulho e felicidade. "Agora é continuar com o trabalho, sempre com a expectativa de melhorar ano após ano. Julgamos relacionar a teoria à prática muito importante, desafiando o estudante a sair da sala de aula e mergulhar de cabeça no projeto. E isso foi mais uma vez possível", enaltece ela.



O envolvimento da família nos projetos escolares é também imprescindível para alcançar resultados satisfatórios. "Um projeto só dá certo e rende bons resultados se a família se empenha. Isso esteve visível especialmente nos grupos que participaram da Mostra Brasileira de Foguetes. É um trabalho conjunto: escola, estudante e família. Neste ano, alcançamos excelentes resultados", pontua Rosvita, parabenizando a todos os estudantes participantes por aceitarem o desafio.



Em Westfália, a 13ª Mostra Brasileira de Foguetes contou com auxílio dos professores Rosvita Bayer Ahlert, Elaine Kohl, Luana Possebon, Gustavo Sieben e Laudenor Brune. Já a 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica foi aplicada pela professora Rosvita Bayer Ahlert.



 



Mostra Brasileira de Foguetes



Hoberdan, Augusto e Maykel atingiram a marca de 146 metros de distância na Mostra Brasileira de Foguetes. Segundo Rosvita, no nível dos estudantes, para conseguir a medalha de ouro, era preciso alcançar mais de 186 metros de distância usando apenas água e ar comprimido.



O trio recebeu medalha de bronze na competição. "Contamos com a ajuda de pais e familiares para a construção dos foguetes. Foram diversos testes e alguns inclusive foram perdidos por não terem mais condições de utilização. O terceiro deu certo e atingimos esta grande marca", explicam os estudantes.



 



Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica



A prova foi aplicada no mês de maio, nas dependências da EMEF Vila Schmidt. O resultado foi publicado no fim de outubro e três alunas westfalianas atingiram posições de destaque: Nicole Beatris Stertz, Maísa Schneider Landmeier e Anna Gabriela Walker Winhelmann.



"Foi uma prova de conhecimentos gerais. Lemos e nos dedicamos bastante, mas não esperávamos atingir tão boa colocação. Ficamos surpresas quando veio a notícia. Que mais colegas se motivem e participem numa próxima edição", enaltecem.



 



TEXTO E FOTOS: Paloma Driemeyer Valandro/AI




 



---


Paloma Driemeyer Valandro

Jornalista Profissional Diplomada



Reg. Prof. MTB/RS 19.0312019 está sendo um ano de destaque para o município de Westfália. Isto se reflete, também, na Educação, uma vez que, recentemente, seis estudantes do 8º e 9º Ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EMEF) Vila Schmidt, do Centro, foram reconhecidos com medalhas na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) e 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).



 



Hoberdan Rodrigues Portela, Augusto Krabbe e Maykel Iury Ritter Welsbacher conquistaram medalha de bronze ao construírem um foguete que atingiu uma distância de 146 metros. Nicole Beatris Stertz recebeu medalha de prata na prova escrita da 22ª OBA e Maísa Schneider Landmeier e Anna Gabriela Walker Winhelmann ficaram com o bronze.



Para a professora Rosvita Bayer Ahlert, envolvida nos dois projetos, os resultados são motivo de orgulho e felicidade. "Agora é continuar com o trabalho, sempre com a expectativa de melhorar ano após ano. Julgamos relacionar a teoria à prática muito importante, desafiando o estudante a sair da sala de aula e mergulhar de cabeça no projeto. E isso foi mais uma vez possível", enaltece ela.



O envolvimento da família nos projetos escolares é também imprescindível para alcançar resultados satisfatórios. "Um projeto só dá certo e rende bons resultados se a família se empenha. Isso esteve visível especialmente nos grupos que participaram da Mostra Brasileira de Foguetes. É um trabalho conjunto: escola, estudante e família. Neste ano, alcançamos excelentes resultados", pontua Rosvita, parabenizando a todos os estudantes participantes por aceitarem o desafio.



Em Westfália, a 13ª Mostra Brasileira de Foguetes contou com auxílio dos professores Rosvita Bayer Ahlert, Elaine Kohl, Luana Possebon, Gustavo Sieben e Laudenor Brune. Já a 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica foi aplicada pela professora Rosvita Bayer Ahlert.



Mostra Brasileira de Foguetes



Hoberdan, Augusto e Maykel atingiram a marca de 146 metros de distância na Mostra Brasileira de Foguetes. Segundo Rosvita, no nível dos estudantes, para conseguir a medalha de ouro, era preciso alcançar mais de 186 metros de distância usando apenas água e ar comprimido.



O trio recebeu medalha de bronze na competição. "Contamos com a ajuda de pais e familiares para a construção dos foguetes. Foram diversos testes e alguns inclusive foram perdidos por não terem mais condições de utilização. O terceiro deu certo e atingimos esta grande marca", explicam os estudantes.



Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica



A prova foi aplicada no mês de maio, nas dependências da EMEF Vila Schmidt. O resultado foi publicado no fim de outubro e três alunas westfalianas atingiram posições de destaque: Nicole Beatris Stertz, Maísa Schneider Landmeier e Anna Gabriela Walker Winhelmann.



"Foi uma prova de conhecimentos gerais. Lemos e nos dedicamos bastante, mas não esperávamos atingir tão boa colocação. Ficamos surpresas quando veio a notícia. Que mais colegas se motivem e participem numa próxima edição", enaltecem.



TEXTO E FOTOS: Paloma Driemeyer Valandro/AI




---



Paloma Driemeyer Valandro

Jornalista Profissional Diplomada

Reg. Prof. MTB/RS 19.031




Fonte: Prefeitura Municipal de Westfália-RS
PATROCINADORES
Sicredi
Wizard
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Futura Imóveis
Digiserv
Wizard Teutônia
Portal Atividade Rural 2020
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200