0


As transações externas envolvendo o arroz seguiram firmes em outubro, com ligeiro recuo das importações e crescimento das exportações. Do lado das compras externas, mesmo com a isenção da Tarifa Externa Comum (TEC) para países de fora do Mercosul, o bloco ainda tem sido origem de quase todo o volume adquirido pelo Brasil. Em outubro, foram importadas 146,42 mil toneladas de arroz (equivalente casca), de acordo com a Secex, volume 4,8% inferior ao de setembro, mas 36,7% superior ao de outubro/19. As exportações, por sua vez, somaram 153,5 mil toneladas em equivalente casca em outubro, avanço de 96,4% frente ao mês anterior e 87,2% acima da quantidade do mesmo mês de 2019. Já no mercado interno, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, caiu 0,85% entre 30 de outubro e 10 de novembro, fechando a R$ 104,28/saca de 50 kg na terça-feira, 10. Segundo informações do Cepea, compradores seguem resistentes em elevar os preços ofertados, apontando dificuldades de repasse nos mercados atacadistas e varejistas.




Fonte: Cepea
PATROCINADORES
Wizard
Sicredi
Metalúrgica Wagner
Anuncie Aqui
Metalúrgica Metalarte
Wizard Teutônia
Futura Imóveis
Digiserv
Portal Atividade Rural 2020
contato@atividaderural.com.br | Fone: (51) 9135-4200